quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Luiz


Onde te sinto sem palavras,
Onde iremos não sei,
Onde te espero e amanheço,
Onde permaneço seguirei

Não há lugar, não há tempo,
Não há infinito, mas indeterminado…
A matéria que não é átomo
Acontece sem seguimento…

Um dia é um tempo, sem movimento,
Uma noite, nos teus braços, é eterna
Um sorriso teu marca o lugar
Onde fica o nosso paraíso.

Não temos onde, não temos quando,
Não temos caminho, só essência
E eu fixo apenas a permanência
Da cadência das ondas do mar.

Somos o que somos sem par
Sem explicação, sem passado
O futuro é indeterminado
O presente é apenas o teu olhar.

1 comentário:

LP1961 disse...

Gostei...mesmo frente a frente neste lugar AZ bjs

Seguidores