quarta-feira, 16 de março de 2016

Solidão


Seria apenas um dia,
dos muitos que tenho tido...
Não fora ter-me cruzado,
de manhã, logo contigo.

Entraste no meu pensamento
Como em casa vazia,
ecoando os teus passos
na minha alma tão fria.

Sabia que a tristeza
a minha porta fechara
e que a negra mentira
há muito tempo a trancara...

Mas como posso negar
que iluminaste o meu dia
Que desta enorme solidão
Nem eu própria sabia...

terça-feira, 15 de março de 2016

Fado da despedida (o meu)


Esta noite sabe a traição,
A sonhos desfeitos, a quimeras,
À nossa vida que jogas ao chão
À imagem partida do que eras…

Esta noite sabe a despedida,
Sabe a um adeus para sempre
Sabe a uma vida perdida,
Do odor negro que a morte sopre…

E eu, onde estava, já não estou,
E eu, por onde andei, já não vou,
E eu, porque quis, já não quero.

Agora é… um amargo de boca,
Uma sombra de raiva, mas já pouca,
De ti, pouco ficou e nada espero.

domingo, 6 de março de 2016

Sem sentido


Quando desejei fez sentido
Quando amei, ainda mais,
Quando chorei, num suspiro
Engoli sozinha os meus ais

Quando doeu me magoou
a minha alma mudou de cor
E a um invólucro vazio
Doei apenas o meu Amor

E…

Fui esperança, não desisti,
Fui criança acreditei,
Mesmo na ponta do medo
Quando nada tinha ainda dei…

Caminhei até ao fim do caminho
Para saber, não há caminho algum
Quando apenas há um sentido
Não faz sentido nenhum

Pintei sozinha um sonho
Da cor do meu querer
Mas a água da chuva lavou
Resta apenas adormecer…

Seguidores