quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Palavras


As palavras são presentes
São sinais...
Ás vezes prudentes,
Ás vezes mortais

Mas nunca muros de miragem
Sempre vestem a roupagem
Das ideias ou sentimentos
Ás vezes também lamentos...
Mas eu nunca as abandonei!
Por elas sempre serei
Paladina dos meus tormentos...

Nesse jardim de tempestade
O sonho e a vida transforma
E acima de qualquer vontade
Ganha força, alma e forma

2 comentários:

Maria Inês Teixeira de Queiroz Aguiar Marçalo disse...

BEM BONITO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
5*!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
JINHOS DA TUA MUMMY.

Ventania disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Seguidores