quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Ups...



Foi-se... findou!
Nem sei se valeu a pena...
Não importa o que pensei
já que a estrada foi pequena!

Um tempo que acabou
No meu e teu olhar
Respiro fundo!
Apenas alguém,
que nunca soube amar...

repete as mesmas palavras
Envelhecidas, estafadas,
de tanto as dizeres sem pensar

A agonia é demasiadamente grande
para conseguir resistir
Entende!
Foi um engano
Eu nem te consigo ouvir!

1 comentário:

Maria Inês Teixeira de Queiroz Aguiar Marçalo disse...

CÁSPITÉ, ESTÁ BRAVO!!!!!!!!!!
UM BEIJINHO E PARABÉNS PELA FORÇA DO POEMA!
TUA MUMMY.

Seguidores